;

NOTÍCIAS

In:

Estudantes são beneficiados com laboratórios de aprendizagens

Por Redação com Agência Alagoas
Espaços propiciarão ampliação  do tempo de estudos em língua portuguesa e matemática aos alunos da rede pública. Valdir Rocha

Espaços propiciarão ampliação do tempo de estudos em língua portuguesa e matemática aos alunos da rede pública. Valdir Rocha

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) publicou no Diário Oficial (DOE) ​da última quarta-feira (22) a portaria que estabelece as diretrizes para o funcionamento dos Laboratórios de Aprendizagem (LAPs) nas unidades de ensino da rede estadual de Alagoas que ofertam o ensino fundamental. Estes espaços propiciarão a ampliação do tempo de estudos em língua portuguesa e matemática e a portaria já está disponível na íntegra no site da Seduc www.educacao.al.gov.br.

Os LAPs visam favorecer a continuidade do processo escolar, por meio de orientação e acompanhamento pedagógicos, redução do abandono escolar e aceleração de estudos na correção de fluxo escolar. Os espaços funcionarão articulados ao programa Novo Mais Educação, numa parceria entre Seduc e Ministério da Educação (MEC), em consonância com as diretrizes instituídas na Portaria nº 1.144/2016 do ministério. Eles comportarão a maior parte dos R$ 2,6 milhões a serem investidos no programa em Alagoas, beneficiando 160 escolas e quase 19 mil estudantes.

Participarão dos laboratórios os estudantes que apresentam dificuldades de aprendizagem, os que se encontram em situação de distorção idade/escolaridade e que frequentam as turmas de progressão (TP) e os estudantes de áreas vulneráveis, que receberão orientação pedagógica e acompanhamento específicos.

Implantação

De acordo com a coordenadora estadual do programa Novo Mais Educação, Betânia Santos de Moraes, as escolas ofertarão 5 ou 15 horas de atividades semanais, de acordo com o formato escolhido no ato da adesão ao programa.

“As atividades pedagógicas são obrigatórias. As que optaram por 5h semanais terão 2,5h de Matemática e 2,5h de Língua Portuguesa. Quem optou por 15h, terá 8h de atividades pedagógicas, 4h de Matemática e 4h de Língua Portuguesa, além de 7h de atividades complementares, nas áreas de esporte, arte, cultura e lazer”, explica Betânia.

Ainda segundo a coordenadora, as escolas que fizeram adesão ao programa estão em fase de organização, convocando mediadores e facilitadores que atuarão nas atividades e realizando avaliação diagnóstica de todos os alunos.

“As escolas estão convocando os mediadores e facilitadores na própria comunidade escolar, conforme orientações da Seduc, selecionando monitores da própria escola com carga horária disponível. No dia 27 deste mês de março, elas deverão inserir esses dados, de alunos, mediadores e facilitadores na plataforma do PDDE interativo”, destaca a coordenadora. ​

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *