;

NOTÍCIAS

In:

Com acesso pavimentado, milhares celebram Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga

Por Assessoria

Governador em exercício, Luciano Barbosa, e o prefeito de União e o presidente da Fundação Cultural Palmares depositaram coroas de flores no Memorial a Zumbi (Foto: André Palmeira)

Milhares de pessoas subiram a Serra da Barriga, em União dos Palmares, nesta quarta-feira, para celebrar o 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. Acompanhado pelo presidente da Fundação Cultural Palmares, Vanderlei Lourenço, e pelo prefeito do município, Areski de Freitas, o governador em exercício, Luciano Barbosa, participou da solenidade.

Celebração do Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga (Foto: André Palmeira)

Ele afirmou que o Brasil tem uma dívida imensa com a comunidade negra e que o país, como nação, precisa fazer essa reparação ponto a ponto. “Se você parar pra pensar, isso tudo aqui aconteceu antes mesmo da Revolução Francesa, antes da libertação dos Estados Unidos, então aqui ecoou o primeiro grito de liberdade de um povo para dizer não à escravidão, um grito de resistência”, afirmou Barbosa, ao se referir a Palmares, o maior quilombo das Américas, cuja sede ficava na Serra da Barriga.

Após décadas de militância do Movimento Negro Brasileiro, a Serra foi tombada em 1996 como Patrimônio Histórico, Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico. Em 2017, recebeu a certificação de Patrimônio Cultural do Mercosul.

 Celebração do Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga (Foto: André Palmeira)

Barbosa falou da importância da obra de pavimentação do acesso à Serra da Barriga. A estrada foi inaugurada na quinta-feira da semana passada pelo governador Renan Filho, que não pôde comparecer à solenidade nesta quarta porque participa de uma missão internacional à Europa, promovida pelo Consórcio Nordeste.

“A pavimentação vai tornar a Serra da Barriga numa rota turística mais frequente, fazendo um trabalho com a rede hoteleira do Estado, de tal modo que o Brasil inteiro poderá conhecer onde existiu o Quilombo dos Palmares, que resistiu bravamente, sob o comando de Zumbi”, afirmou Barbosa.

 Celebração do Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga (Foto: André Palmeira)

A estrada possui 7,5 quilômetros de extensão, constituída de asfalto (5 km) e paralelepípedo (2,5 km). A obra contou com investimento de R$ 8,4 milhões do Governo do Estado. Foram instalados, ainda, drenantes, passeios e pórticos, além da sinalização horizontal, vertical e turística.

O vendedor ambulante Adriano Farias, 28 anos, morador de União dos Palmares, acredita que com a estrada pavimentada o fluxo de visitantes vai aumentar e, consequentemente, as vendas.”A movimentação de turistas vai crescer porque a facilidade de se chegar até a Serra tá maior. O trajeto que se fazia de carro ou de moto era de meia hora, agora é feito em 10 minutos”, comparou o vendedor.

 Celebração do Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga (Foto: André Palmeira)

“Antes era estrada de chão, então tinha muita poeira nessa época do ano. Isso desmotivava as pessoas, agora não; agora as vans podem subir e com certeza vão trazer mais turistas”, acrescentou o tecnólogo em Redes de Computadores, Klesty Andrada, 35. Ele mora em Maceió e subiu a Serra caminhando.

Solenidade

O governador em exercício chegou à Serra da Barriga por volta das 11h20. Ele, o prefeito de União e o presidente da Fundação Cultural Palmares depositaram coroas de flores no Memorial a Zumbi. Reconhecido em 1997 como herói nacional, o líder negro, que comandou a resistência no Quilombo dos Palmares, recebe honras militares, saudado com salva de tiros durante a solenidade.

 Celebração do Dia da Consciência Negra na Serra da Barriga (Foto: André Palmeira)

“Subir a Serra evocando a nossa tradição de lutar a favor da liberdade, a favor das minorias, e em prol da nossa população é fortalecida nesta data em que comemoramos o Dia da Consciência Negra”, declarou o presidente da Fundação Palmares. O secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, também participou da solenidade.

A Serra da Barriga foi sede do Quilombo dos Palmares, o maior das Américas, onde viveram, entre 1597 e 1695, mais de 30 mil negros, grande parte fugida do cativeiro e que se autodeclarava liberta da escravidão, sob o comando de Zumbi, morto em combate na Serra Dois Irmãos, no município de Viçosa, no dia 20 de novembro de 1695.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *