;

NOTÍCIAS

In:

PM agride com soco e aponta arma para advogado que fazia defesa do cliente em Maceió

Por Assessoria

Na noite dessa quarta-feira (22), um advogado que acompanhava um cliente suspeito de furto de veículo, em Maceió, foi agredido por um policial militar com um soco no rosto.

E depois que foi enquadrado numa parede por outro PM, ao lado do suspeito, quando o advogado tentou sair com o celular para falar com os outros colegas, o policial agressor puxou a arma de fogo, contra seu rosto, e falou palavras de baixo calão.

Essa denúncia, grave, de um advogado agredido durante o desempenho de sua função, levou a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB/AL), a levar o caso para o Conselho Estadual de Segurança (Conseg). A Ordem quer que os militares envolvidos sejam responsabilizados pelo ocorrido.

O secretário-geral da OAB/AL, Leonardo Moraes, disse que o colega de trabalho foi acionado após uma denúncia anônima em que apontava seu cliente como suspeito de ter furtado uma motocicleta. E no local, ao se apresentar como advogado do suspeito, o advogado foi alvo das agressões.

Membros da OAB/AL foram até a Central de Flagrantes para registrar BO

Um Boletim de Ocorrência foi confeccionado na Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, pelos crimes de abuso de autoridade, injúria e lesão corporal, com o caso sendo acompanhado pelo presidente da OAB/AL, Nivaldo Barbosa; o vice-presidente, Vagner Paes; e outros diretores da Ordem.

O advogado e a família do cliente podem ingressar com uma ação civil por danos morais. O militar envolvido na ocorrência não chegou a prestar depoimento junto à Central de Flagrantes.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com