;

NOTÍCIAS

In:

Em Live, Secretária de Cultura anuncia edital para artistas alagoanos

Por Júlya Rocha e Teresa Machado

A Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas (Secult/AL) vai lançar o edital “Festival – Dendi de Casa – Tem Cultura”, que busca selecionar conteúdos digitais de artistas alagoanos que atuam nas áreas de artes cênicas, música e literatura. A novidade foi contada durante uma live feita hoje, 03, no Instagram da Secretária de Cultura, Mellina Freitas junto ao Superintendente de Apoio à Produção Cultura, Paulo Poeta. A previsão é que mais de 300 artistas sejam selecionados no novo certame do Governo de Alagoas.

O edital já tramita da Procuradoria Geral do Estado, e expectativa é lançar nos próximos dias o cronograma de inscrições online e o resultado. “Lembramos que essa iniciativa é de caráter emergencial. Assim como todo o mundo, nós não esperávamos ter que lidar com essa pandemia. Nós tínhamos um planejamento que foi interrompido devido as circunstâncias, mas não podíamos ficar parados, visto que a cultura, além de um papel social também exerce um papel econômico, já que representamos 7% do valor do PIB”, disse a titular da pasta.

Com investimento em torno de R$ 300 mil, o certame funcionará com inscrições online, visto a necessidade das pessoas se preservarem em casa. Ao final, a Secult irá organizar a programação das apresentações online, e irá divulgar nas redes sociais oficiais da Secretaria. Os shows devem ser feitos em “Live” nos perfis dos contemplados. “O certame pretende contemplar a classe artística alagoana de maneira democrática. Uma ação inovadora, promovendo e divulgando o artista, e disseminando nossa cultura”, concluiu Mellina Freitas, ressaltando que a minuta está tramitando na Procuradoria Geral do Estado.

O edital prevê contemplar grupos de artes cênicas – performance solo, duo ou grupo, artes cênicas infantil, bandas e shows, também infantis, música instrumental – solo, duo ou trio, voz e violão e literatura.

O Governo de Alagoas está trabalhando no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus Covid-19 e nas formas de minorar os impactos da doença nos diversos setores da economia alagoana. E o segmento cultural é um deles.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com