;

NOTÍCIAS

In:

Arrumadinho: Vereadores rejeitam veto de Julio Cezar e aprovam aumento salarial

Por Redação

Câmara de vereadores de Palmeira dos Índios (foto arquivo)

A Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios realizou na manhã desta quarta-feira (06) sua sessão ordinária presencial (mesmo em regime de quarentena onde se recomenda não fazer aglomerações) para votar a pauta do dia.

Entre as indicações costumeiras, o assunto mais polêmico era a votação sobre o veto do prefeito Julio Cézar (PSB) à fixação de novos salários para os vereadores.

O aumento salarial que ficou conhecido como trem da alegria foi vetado pelo prefeito após pressão da imprensa que em consonância com o momento de pandemia em que passa o mundo criticou de forma veemente a desnecessidade de se sancionar um projeto de lei dessa monta.

Mas tudo parece e leva a crer que foi combinado. O veto do prefeito, segundo informa um vereador, foi jogo de cena para não se queimar mais ainda perante o eleitorado, já que o presidente da Câmara se empenhou pessoalmente para que os edis comparecessem a sessão ordinária de hoje e derrubassem o veto.

Na verdade, segundo o edil, o que houve foi um “arrumadinho’.

O presidente da Câmara Agenor Leôncio (PSB) – do mesmo partido do prefeito – teria preferido tomar para si a responsabilidade do desgaste, já que teria uma promessa de ser o vice na chapa de Julio Cézar, achando que o povo tem memória curta.

Votaram a favor da derrubada do veto e consequente aumento salarial dos vereadores -segundo informações chegadas à redação – os edis Agenor Leôncio, Cristiano Ramos, Maxuel Feitosa, Val Enfermeiro, Junior Miranda, Fabio Targino, Pedrinho Gaia, Dindô, Abraão do BMG e Ronaldo Raimundo Filho.

Ausentes à sessão os vereadores Ana Adelaide, Joelma Toledo, Toninho Garrote, Madson Monteiro e Fabiano Gomes.

O salário do vereador para a próxima legislatura será de R$8.700,00 mais R$2.500,00 de auxílio para atividades parlamentares, geralmente gastos em combustível.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,,

Comente no Facebook

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *