;

NOTÍCIAS

In:

Djokovic vence na estreia em Roma; Soares ganha e Melo é eliminado nas duplas

Em sua primeira partida após toda a polêmica envolvendo a sua desclassificação no US Open – por ter atingido uma juíza de linha com uma bolada -, o sérvio Novak Djokovic começou a sua temporada no saibro com uma tranquila vitória nesta quarta-feira. Já pela segunda rodada do Masters 1000 de Roma, na Itália, o número 1 do mundo bateu o convidado da casa Salvatore Caruso por 2 sets a 0 – com parciais de 6/3 e 6/2, em 1 hora e 24 minutos.

Na próxima fase, já pelas oitavas de final, Djokovic poderá ter pela frente mais um representante local, uma vez que enfrenta o vencedor do duelo entre o italiano Marco Cecchinato, vindo do qualifying, e o sérvio Filip Krajinovic, responsável pela eliminação do canadense Felix Auger-Aliassime, cabeça de chave 16, na primeira rodada.

Após a partida, Djokovic falou sobre ter de jogar no Foro Itálico sem a presença de público por causa das medidas de segurança para evitar a contaminação do novo coronavírus. “Sinto a falta do torcedor. A Itália tem uma boa tradição no tênis. É estranho, está muito tranquilo. Espero que isso seja temporário”, afirmou o sérvio.

Em outros jogos do dia, também pela segunda rodada, o italiano Matteo Berrettini, cabeça 4, bateu o argentino Federico Coria por 2 sets a 0 (7/5 e 6/1) e vai encarar nas oitavas de final o compatriota Stefano Travaglia, que derrotou o croata Borna Coric com as parciais de 7/6 (7/2) e 7/5. Outro tenista da Croácia, Marin Cilic se deu melhor e passou de fase ao ganhar do belga David Goffin, sexto pré-classificado, com um duplo 6/2.

BRASIL NAS DUPLAS – Campeões do US Open, o brasileiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic mantiveram o embalo e venceram a partida de estreia no Masters 1000 de Roma. Contra a parceria formada pelo eslovaco Filip Polasek e pelo croata Ivan Dodig, cabeças de chave número 5, ganharam por 2 sets a 0, com as parciais de 6/1 e 6/3.

Os adversários da segunda rodada, já pelas oitavas de final, serão os belgas Sander Gille e Joran Vliegen, que em Nova York foram os algozes do brasileiro Marcelo Melo logo na primeira rodada. No saibro romano, eles superaram de virada a dupla convidada da casa formada por Simone Bolelli e Fabio Fognini por 2 sets a 1 – parciais de 6/7 (4/7), 7/5 e 10 a 8 no match tie-break.

Assim como no US Open, Melo caiu na primeira rodada em Roma. Formando a dupla cabeça de chave número 3 com o polonês Lukasz Kubot, o brasileiro caiu para a parceria formada pelos franceses Nicolas Mahut e Benoit Paire por 2 sets a 1 – com parciais de 7/6 (8/6), 2/6 e 10 a 6 no match tie-break.

Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *