;

NOTÍCIAS

In:

Maceió ultrapassa pela segunda vez meta estabelecida pelo Ideb

Por Assessoria

O resultado do Índice de Desenvolvimento de Educação Básica – Ideb 2019 divulgado na última terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, Anísio Teixeira (Inep) mostrou que Maceió não só ultrapassou a meta estabelecida pelo índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), nos anos iniciais para 2019, como bateu a meta projetada para 2021, alcançando 5.4, quando a projeção estabelecida pelo Inep era 5.1. Nos anos finais Maceió supera pela primeira vez a média, atingindo 4.3, quando a projeção era de 4.2.

Pela segunda vez consecutiva Maceió ultrapassa a meta estabelecida pelo Inep nos anos iniciais. Em 2017 Maceió alcançou 5.0, quando a meta projetada para o ano era de 4.8. A cada edição do Ideb, o Município tem ecoluído, tanto nos anos iniciais quanto nos anos finais.

Observando os resultados de 2017, Maceió cresceu 0.4 ponto nos anos iniciais, saindo de 5.0 para 5.4. Em termos percentuais, esse valor representa um avanço de 8% entre 2017 e 2019. Já nos anos finais Maceió cresceu 0.5 ponto, saindo de 3.8 para 4.3 em 2019, ultrapassando pela primeira vez a meta projetada, que era de 4.2 e aproximando-se ainda mais da meta de 4.5, já para 2021, maior crescimento em todas as edições, com aumento de 13%.

Alagoas está entre os estados que ultrapassaram a meta projetada para os anos iniciais e entre os cinco estados que ultrapassaram a meta projetada para os anos finais. Maceió contribuiu de forma significativa para esse resultado e se tornou a quinta capital do país que mais cresceu no Ideb nos anos iniciais.

A Rede Municipal de Educação chega a esse resultado com 14 escolas com Ideb entre 6.0 a 6.9, 49 escolas na faixa de 5.0 a 5.9 e 21 escolas com médias entre 4.0 e 4.9. Isto demonstra a melhoria no aprendizado, fruto do trabalho de todos os profissionais da Educação.

Em termos gerais a Escola Municipal Monsenhor Antônio Assunção, localizada na Serraria, obteve a maior nota da rede nos anos iniciais, com 6.9, média abaixo apenas da maior nota do Ideb do país, que foi registrada em Teresina – 7.4. Nos anos finais, a escola da Rede Municipal que alcançou maior pontuação foi a Escola José Haroldo da Costa, localizada no Conjunto Salvador Lyra, com 5.1 pontos.

A Escola Municipal Nosso Lar, localizada no bairro do Vergel do Lago, que atualmente é pioneira na educação em tempo integral no município, saiu de 3.3 para 5.0 em 2019.

A secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, afirma que o resultado deixa a Rede Municipal em uma condição diferenciada. “Esse resultado representa o empenho e compromisso de trabalho dos professores, coordenadores pedagógicos, diretores e vices, porque, por mais que se trace uma política de gestão pública é preciso que o coletivo entenda o que e necessário fazer”, destaca.

A gestora enfatiza a autonomia da gestão da Educação de Maceió. “Desde o resultado do Ideb do ano de 2017, uma vez que essa avaliação é feita a cada dois anos, Maceió vem mostrando bons resultados, mudando a curva do Ideb de Maceió. Isso se deu graças a muito investimento, principalmente na formação dos professores e gestores e muitas parcerias. Ninguém muda sem adquirir investimentos”, afirma a secretária. “Agradeço aos professores de uma forma muito especial. Eles enfrentaram muitos desafios; aos coordenadores pedagógicos, que se empenharam demais para que tudo isso pudesse acontecer e a gestão da escola, porque é preciso ter compromisso”, acrescenta.

Ações no Ensino Fundamental para avanços nos anos iniciais

A coordenadora do Ensino Fundamental, Maria José Alves, ressalta que os resultados representam ações potencializadas pela formação dos articuladores de ensino por meio do Programa Escola 10, monitoramento intensificado às escolas, com foco aos pontos de atenção como fluxo (dados de frequência e de aprovação/ reprovação); efetivação do Conselho de Classe, articulação com as famílias; preparação dos estudantes visando à aprendizagem /proficiência em língua portuguesa e matemática, aplicação de Simulado em Língua Portuguesa e Matemática, aplicação da Prova Alagoas, efetivação do Seminário Itinerante Escola 10. “Todos esses investimentos no pedagógico e ações de outras coordenadorias contribuíram para a melhoria dos resultados alcançados no Saeb/ideb 2019 no município de Maceió, pelas escolas da rede municipal”, destacou Maria José.

Maior Ideb de Maceió nos anos iniciais

Para a Escola Municipal Monsenhor Antônio Assunção, que obteve a maior nota do município nas séries iniciais, o envolvimento da comunidade escolar na construção do plano de ação e melhorias foi uma das ações que contribuíram com o avanço no Ideb. A diretora, Denise Barbosa, explica que a escola construiu junto com a comunidade um documento norteador contido no projeto político pedagógico. “Esse documento que foi construído coletivamente pela comunidade escolar foi feito através de um processo de autoavaliação institucional. Um instrumento de gestão que possibilita a compreensão e maior participação da comunidade escolar nos processos de levantamento de dados, planejamento de ações e monitoramento com o objetivo de promover aprendizagens cada vez mais significativa”, explica Denise.

Segundo a diretora, a experiência e o empenho dos professores, o ambiente acolhedor são aspectos fundamentais para a aprendizagem. Denise ressaltou ainda, o apoio dos setores da Semed, mas em especial o setor de Avaliação Escolar. “Só tenho a dizer que é uma gestão consistente e focada na aprendizagem”, frisa.

Escola José Haroldo da Costa – maior Ideb nos anos finais

A diretora da Escola José Haroldo da Costa, que obteve a maior nota no Ideb nas séries iniciais, Maisa Malta, disse que foi um trabalho árduo, porém gratificante. “De forma coletiva conseguimos desenvolver um bom trabalho, mas com a chegada da Patrícia Oliveira como articuladora do programa Escola 10, nosso time ficou ainda mais completo, juntamente com as coordenadoras do Fundamental II , Jane Cleyre e Ritta Vasconcelos, que desenvolveram um excelente trabalho apoiando todos os professores, em especial os professores Renildo Ribeiro (língua portuguesa e Natércia Andrade (matemática)”, afirma.

Além disso, a diretora atribui o resultado às atividades realizadas. “Foram feitas atividades dentro dos descritivos, além de gincanas de conhecimento em língua portuguesa e matemática onde os alunos aprenderam de forma satisfatória para nós e para eles”, comenta Maisa, ressaltando que o mérito é resultado do trabalho de equipe comprometida com a educação pública do município.

Prêmio Ideb

Criado por meio da Lei Municipal 6.928, o Prêmio Ideb foi pensando com o objetivo de reconhecer os resultados das escolas no Ideb, premiando as escolas da Rede Municipal, que atingirem média a partir de 5. As escolas que atingirem entre 5 e 5,9 pontos recebem prêmio de R$ 8 mil. As que ficarem entre 6 e 6,9, receberão R$ 10 mil. O prêmio de R$ 15 mil deverá ser destinado às escolas municipais que atingirem entre 7 e 7,9 no Ideb e as que ficarem acima da média 8, até o patamar máximo de nota 10, terão disponíveis R$ 20 mil. Trata-se de incentivo à melhoria dos indicadores educacionais e valorização do trabalho dos que fazem a escola.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *