;

NOTÍCIAS

In:

Justiça proíbe evento festivo em Estrela de Alagoas

Por Redação

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com uma ação civil pública que resultou em decisão judicial pela proibição de um evento privado que aconteceria em via pública, na noite desta terça-feira (17), no município de Estrela de Alagoas.

O evento era em comemoração ao aniversário do ex-prefeito Arlindo Garrote (Progressistas) que decidiu comemorar ao lado de amigos sua data natalícia. Arlindo contratou duas atrações, Devinho Novaes e Julinho Porradão, com recursos próprios, para se apresentarem de forma gratuita no município.

A praça Luiz Duarte, no centro da cidade, foi o local escolhido por se tratar de um amplo ambiente, podendo proporcionar aos presentes o distanciamento social. No entanto, o MPE não entendeu dessa forma e pediu o cancelamento do evento.

Juiz André Parizio

Na sentença, o juiz André Luiz Parisio Maia Paiva determinou que fosse expedido mandato proibitivo do evento divulgado a ser entregue pessoalmente ao atual gestor, Aldo Lira. Em caso de descumprimento, ele determinou aplicação de multa e a responsabilização por improbidade administrativa, no valor de R$200.00,00.

André Luiz Parisio Maia Paiva ainda oficiou o Batalhão de Polícia Militar para que tome as medidas necessárias para impedir a realização da festa impugnada, inclusive com isolamento prévio do local.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *