;

NOTÍCIAS

In:

Na posse Marcelo Victor cita Ulisses: “Quem não se interessa pela política, não se interessa pela vida”

Por Redação com Assessoria

Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Victor

Ao tomar posse na manhã desta segunda-feira, 1º de fevereiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Victor, reafirmou uma postura de coadjuvância, de auxiliar no desenvolvimento de uma nova história pelo colegiado, manter a relação harmoniosa entre os Poderes constituídos do Estado, e destacou a importância da vacina para conter o avanço do coronavírus e para minimizar os efeitos da crise econômica gerada pela pandemia. Acompanhe, na íntegra, o discurso do chefe do Legislativo alagoano:

Exmo. Sr. Governador do Estado de Alagoas, Renan Vasconcelos Calheiros Filho, Exmo. Sr. Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, desembargador Klever Loureiro,…

Senhores Deputados e Senhoras Deputadas:

Há exatamente dois anos, num primeiro de fevereiro como este e pela vontade soberana deste poder popular, assumi, com muita honra, a Presidência da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas.

A primeira sessão legislativa, da décima nona legislatura, coincidiu à época com um fato histórico: os trinta anos da promulgação da Constituição do Estado.  Decorrente da consolidação democrática do País, a nova Carta nasceu neste plenário, por deliberação dos parlamentares constituintes eleitos pelo povo alagoano.

Ao agradecer à época a manifestação de confiança de meus pares, afirmei também que pautaria minha conduta pelo sentimento de gratidão a Alagoas. Disse mais:

ao lado de meus companheiros de Mesa Diretora, exerceria a função sob permanente observância do princípio da supremacia do interesse público.

A partir dali, deixei absolutamente cristalina a decisão de adotar uma postura de coadjuvância, de elo auxiliador no desenvolvimento de uma nova história, a ser contada pelo colegiado da Casa de Tavares Bastos.

Nos anais daquela sessão solene de posse da Mesa Diretora, ficou assim consignado: “O Presidente da Assembleia deve ser coadjuvante, porque o protagonismo tem que estar no plenário, em cada um dos senhores deputados”.

Vossas Excelências são testemunhas de que esta Presidência aplicou o receituário do equilíbrio e da colaboração, no sentido de estimular as discussões amplas, pois delas afloram as melhores ideias.

Agora, iniciamos o segundo biênio desta legislatura. Reconduzido pela vontade de meus pares, é hora de reafirmar compromissos, de homenagear os princípios fundamentais contidos em nossa Constituição, com a convicção de quem deve cultivar o fortalecimento da nossa organização político-administrativa.

É praticar, na vida real, a consagrada formulação do iluminista francês, Montesquieu, que concebeu a teoria da separação dos poderes constituídos do Estado, que devem ser fortes, independentes e harmônicos entre si.

Chegou o momento de pensar daqui para frente, de colaborar nessa travessia por um novo tempo; e de focar na superação das dificuldades impostas pelo desafio da pandemia. Mais do que nunca, é tempo de união, de somar forças com o Judiciário e de ajudar o Governo do Estado a viabilizar os meios necessários à proteção da vida do nosso povo, especialmente de quem depende da mão solidária do poder público.

Aristóteles se referia ao fato de que o homem não foi criado para viver isolado. Daí ser imperativo restabelecer nosso grau de convivência humana. Focar nas vacinas e lutar por elas. Eis a travessia: abraçar a vida e acelerar a revitalização da economia e dos empregos. Precisamos somar forças e conquistar a nova normalidade, de modo a restabelecer as relações sociais, com segurança para todos.

Mais do que nunca, devemos praticar a atividade política, porque as soluções nascem na capacidade de o homem dialogar, de cooperar e erguer pontes para o desenvolvimento. Como ensinou Ulysses Guimarães, um parlamentarista convicto: “Quem não se interessa pela política, não se interessa pela vida.”

Antes de encerrar, desejo, por dever de justiça, agradecer a minha família, representada por meu pai, Gervásio Raimundo.

Aos 91 anos e com a saúde que Deus lhe abençoou, testemunha seu filho presidir a Casa na qual ele representou seu povo em várias legislaturas, desde a década de 1980.

Sou grato a todos os Senhores Deputados e Senhoras Deputadas por mais esta manifestação de confiança. Manterei minha palavra, retribuindo com diálogo e trabalho. Quero prosseguir exercendo esta Presidência sem a pompa da autoridade, mas aberto para a pluralidade. Quero, por fim, agradecer de coração aos alagoanos, da capital e do interior. Contem com o apoio e a solidariedade desta Casa, nessa luta por melhores dias e em busca da felicidade. Vamos, portanto, tocar a vida e o trabalho, porque o futuro clama por pressa.

Muito Obrigado! Está encerrada esta Sessão!

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *