;

NOTÍCIAS

In:

Secult comemora o Mês do Folclore com Lives de Folguedos e exposição “A Lira”

Por Mark Nascimento

O evento contará com participações de Mestres de Folguedos e Patrimônios Vivos de Alagoas

Agosto é o mês do folclore, época para se comemorar a diversidade, o brilhantismo e a riqueza da cultura popular. Visando celebrar esse período com a atenção e o carinho que merece, o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), planejou uma programação especial. De 22 a 30 de agosto acontece o especial “Mês do Folclore – Alagoas das tradições”, que acontecerá virtualmente no canal do YouTube Secult, Alagoas, com participações de grupos folclóricos.

Dentro da programação, também serão ministradas as Oficinas de Ritmos por Wilson dos Santos, professor e vice-coordenador do Núcleo de Percussão da UFAL (NUP). O curso surge com o intuito de manter viva as formas de se fazer a musicalidade da cultura alagoana, perpetuando os costumes através das gerações. “Nessas intervenções, serão abordados os ritmos do Coco de Roda, Guerreiro, Boi alagoano, Maracatu, entre outros. Serão apresentados ao público de maneira didática, onde mostramos as técnicas de instrumento por instrumento, de forma a repassar esses conhecimentos para estudantes, pesquisadores e público em geral”, frisou o percussionista.

O público também poderá visitar a exposição “A Lira”, do artista Roniekson Okobayewo, que apresenta manifestações folclóricas de Alagoas por meio de esculturas, pinturas e instalações. A mostra fica aberta para visitação de 16 de agosto a 03 de setembro, no Hall principal do Museu Palácio Floriano Peixoto, centro de Maceió, e conta também com o apoio da Prefeitura de São Miguel dos Campos.

“Temos a oportunidade de transmitir para o observador todas as manifestações folclóricas do estado, e então se perpetua na mente desse observador o processo de preservação. Quando pinto uma baiana, as Taieiras, o Guerreiro, a Chegança, ali não estou colocando apenas a alma desses folguedos, mas preservando de uma forma artística essa manifestação. É uma forma singular do artista dizer: estou vivo”, explicou. Para Mellina Freitas, secretária de Estado da Cultura, a programação foi feita especialmente para demonstrar a diversidade folclórica de Alagoas. “As Lives de Folguedos, as Oficinas de Ritmos e a exposição “A Lira” vão permitir com que mais pessoas tenham a oportunidade de contemplar os grupos e conhecer a história dos folguedos. Toda a programação é um ótimo entretenimento para quem busca um momento de lazer e tradição”, apontou.

Confira a programação completa:

Dia 22

Diplomação dos Mestres do RPV

Apresentação – Cambindas

 

Dia 23

Oficina de Ritmos – Taieira

Apresentações:

Guerreiro Campeão do Trenado

Taieira Nair da Bertina

 

Dia 24

Oficina de Ritmos – Pagode

Apresentações:

Coco de Roda tradicional – Zeza do Coco

Coco de Roda Ganga Zumba de Alagoas

 

Dia 25

Oficina de Ritmos – Baianas

Apresentações:

Baianas Praieiras – Coruripe

Chegança Silva Jardim – Coqueiro Seco

 

Dia 26

Oficina de Ritmos – Coco de Roda

Apresentações:

Coco de Roda Cultivando raízes

Coco de roda Brilho Lunar Coqueirense

 

Dia 27

Oficina de Ritmos – Bumba Meu Boi

Apresentações:

Mané do Rosário – Coruripe

Chaleirinha – Pão de Açúcar

 

Dia 28

Oficina de Ritmos – Maracatu

Apresentações:

Fandango

Baianas Mensageiro de Santa Luzia

 

Dia 29

Oficina de Ritmos – Pastoril

Apresentações:

Pastoril Nossa senhora Mães dos Homens – Coqueiro Seco

Baianas Ganga Zumba

 

Dia 30

Oficina de Ritmos – Guerreiro

Apresentações:

Guerreiro São Pedro Alagoano

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *