;

NOTÍCIAS

In:

Hospital Metropolitano inaugura ambulatório Pós-AVC, que dá continuidade à reabilitação dos pacientes

Por Igor Nascimento e Ruana Padilha

Equipe multidisciplinar é formada por neurologistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Foto: Catarina Magalhães

Implantado há um mês pelo Governo de Alagoas, o Programa AVC Dá Sinais segue salvando vidas e, nessa quinta-feira (23), iniciou o atendimento no Ambulatório Pós-AVC, localizado no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), no bairro Cidade Universitária, em Maceió. Por meio de um tratamento moderno e integral, os pacientes acometidos pela doença, popularmente conhecida como derrame, são acompanhados por neurologistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas.

Gilvânia dos Santos recebeu o tratamento da Linha de Cuidados do AVC no início de setembro, quando sentiu os primeiros sintomas e procurou ajuda na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima. Após ter sido diagnosticada, a paciente foi encaminhada para o Hospital Metropolitano, onde passou a ser acompanhada pelo Ambulatório Pós-AVC.

“Graças a Deus o atendimento foi perfeito e a equipe médica foi excelente e competente”, ressaltou Gilvânia dos Santos, primeira paciente a ser atendida pelo Ambulatório Pós-AVC. Aliviada, ela destacou que encontrar todo tratamento no mesmo local facilitou a continuidade do processo de recuperação. “Eu achei ótimo que a gente não se preocupa em ficar andando de um lado para o outro, porque tem tudo no mesmo local, já fico menos ansiosa”, enfatizou.

A Unidade de AVC do Hospital Metropolitano já recebeu 45 pacientes, e realizou oito trombólises e uma trombectomia mecânica. A supervisora do serviço, a neurologista Rebeca Teixeira, relatou a importância da continuidade do tratamento. “O Ambulatório Pós-AVC é essencial para o seguimento da assistência desses pacientes, que foram tratados de forma aguda e precisam continuar a investigação e a reabilitação”, destacou, ao informar que o acesso ocorre, exclusivamente, por meio de encaminhamento médico.

Linha de Cuidados do AVC – Nesse primeiro mês, o Programa AVC Dá Sinais recebeu 164 casos discutidos pelo aplicativo de telemedicina, e realizou 20 trombólises e cinco trombectomias em suas quatro unidades: além do Hospital Geral do Estado (HGE), o serviço é disponibilizado no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), ambos em Maceió; no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, e no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares.

O secretário executivo de Ações de Saúde da Sesau (Secretaria de Estado da Saúde), Marcos Ramalho, ressaltou que o Programa AVC Dá Sinais é um avanço para a saúde pública de Alagoas. “Antes, tínhamos apenas uma Unidade de AVC em Alagoas, mas, agora, através do Programa AVC Dá Sinais, estamos capilarizando o tratamento para todo o estado, assegurando, assim, que o alagoano tenha a oportunidade de receber o melhor tratamento possível, evitando mortes e sequelas”, ressaltou.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *