;

BLOGS

Campeã de votos

Ângela Garrote

Não se pode negar o apoio de Júlio Cézar à Ângela Garrote na eleição. Mas também não se pode atribuir exclusivamente ao prefeito de Palmeira dos Índios a vitória da líder política estrelense que foi adotada pelos palmeirenses desde 2014 quando obteve expressiva votação também para deputada estadual.

De lá para cá, Ângela elegeu o filho Toninho Garrote um dos vereadores mais votados e trabalhou incansavelmente para obter o êxito das urnas de 7 de outubro. Uma das votações mais expressivas para a Assembleia Legislativa em Palmeira dos Índios.

Ângela conquistou o eleitor palmeirense prestando serviços à comunidade mais carente que a tem como uma “mãe dos pobres”.

Foram 9.104 votos que surpreenderam a classe política tradicional em Palmeira dos Índios que é considerada como uma das mais conservadoras do Estado.

Ângela é agora a líder máxima no município. Mais do que o atual prefeito que terá agora de tratá-la a pão de ló e sustentar sua amizade para o pleito de 2020.

O ex-prefeito James obteve a segunda colocação com 4.744 votos, 50% a menos do que Ângela e Val Gaia, a terceira posição com 2636 votos, quatro vezes menos votos do que Ângela e duas vezes menos do que James. Os dois foram derrotados e enfraquecidos.

 

James terá que reaprender a ser oposição

James deverá reestruturar a oposição como nos velhos tempos de vacas magras e Val Gaia, o cunhado deverá tentar a prefeitura de Igaci.

Em quarto lugar apareceu Marcelo Victor com 2567 votos (7,44%) reeleito com grande votação em outros municípios como Rio Largo e Maceió, mas que já aparece em vídeo agradecendo a votação em Palmeira e prometendo mais empenho a partir de agora já que percebeu o vácuo político existente na cidade.

Ronaldo Medeiros com dois mandatos e filho da terra obteve apenas 595 votos (1,72%) perdendo a eleição por causa do coeficiente eleitoral, mas poderá assumir o mandato já que está na primeira suplência.

Outro palmeirense que apareceu com votação superior à Ronaldo foi o corretor de imóveis Aloisio Barbosa que obteve 605 votos (1,74%) e pode se dar bem em busca de uma cadeira na Câmara palmeirense em 2020.

Para Federal como apoio do prefeito Marx Beltrão e Arthur Lira foram os mais votados com 4671 votos (14,27%) e 3.117 votos (9,52%) respectivamente. Outro candidato eleito apoiado por Julio foi Severino Pessoa que ficou em sétimo lugar em Palmeira com 1679 votos (5,13%).

Paulão (PT) empurrado pelo casal Pedro Paulo e Sheila Duarte ficou em terceiro lugar com 2.771 votos (8,74%) suplantando Carimbão (2.662 votos – 8,13%) recordistas em eleições passadas apoiado por Luciano e Madson Monteiro, JHC (dono de rádio na cidade com 2.534 votos – 7,74%), Ronaldo Lessa apoiado por Gileninho Sampaio e o vereador Cristiano Ramos (2.101 votos – 6,42%) e Heloísa Helena que viveu por anos em Palmeira e só obteve 1.612 votos (4,13%).

Outros nomes da terra que disputaram o mandato de deputado-federal foram Josildo Brás que teve 1.047 votos (3,20%) e Luciano Rey com 426 votos (1,30%) que também deverão buscar cadeiras no parlamento mirim em 2020.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *